Tags

, , , , , , , , ,

“Quando eu morrer

seu eu não for pro céu

eu vou lá pro Marajó” (Arraial do Pavulagem)

Novamente a Televisão. O programa que mostra o mar brasileiro, e nesta temporada outros mares do planeta, passou por aqui, o Norte, a foz do Amazona, a Ilha do Marajó. A maior ilha fluviomarítima do mundo. São mais de 40 mil Km². Por estar situada na foz do rio Amazonas e recebendo influencia do oceano, propiciou uma fauna e flora única e aspectos geomorfológicos bem peculiares, sem falar na cultura marajoara. A ilha é composta por 16 municípios distribuídos e 03 microregiões:  Microregião do Arari (Cachoeira do Arari, Chaves, Muaná, Ponta de Pedras, Salvaterra, Santa Cruz do Arari e Soure); Microregião dos Furos de Breves (Afuá, Anajás, Breves, Curralinho e São Sebastião da Boa Vista) e a Microregião de Portel (Bagre, Gurupá, Melgaço e Portel).

Lá é tudo lindo e imenso. Tudo e grandioso e robusto, forte.O búfalo (que não é originário de lá) representa a região muito bem. A paisagem, os mangues, o mar, a floresta. A beleza em estado bruto e real é incrivelmente imponente. Não é atoa que foi palco de novela e reality show.

Tive a oportunidade de conhecer dois municípios da região: Soure e Salvaterra. São lindas praias, quase desertas, a ocupação humana é bastante dispersa, o que ajuda na preservação. O potencial turístico é tão grande quanto a beleza da região.

Embora seja uma região de dimensões continentais e de difícil fiscalização há uma forte conscientização da população local (o marajoara, povo de traços fortes e amável receptividade) em preservar seu meio ambiente. Há diversas áreas sob proteção legal:

Conheçam o Marajó!

Publicação Original:http://diariodoverde.com/imensidao-o-marajo/#ixzz2WxaDpJEc
Diário do Verde – Meio Ambiente em 1° Lugar!

Anúncios